sexta-feira, 15 de maio de 2009

Galeria de fotos do prof. Dílson Catarino

O prof. Dílson Catarino não é fotógrafo, mas tem a fotografia como hobby. Veja algumas de suas fotos.

10 comentários:

Frederico disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
M. disse...

Ola.. eu tenho uma duvida.
pq se escreve TRANSAR e nao TRANZAR?
ja que um uma consoante seguida de S faz o com de S, e nao de Z..

se TRANSAR estivesse certo, teriamos também que falar "penzar"...correto??
entendeu? ou eu fiz uma confusão mto grande? nhehehehe

e outra dúvida..
a palavra "cáustico".. ela é proparoxítona pq? Se a silaba tonica está na ante-ante-penúltima silaba??

Obrigada..
se puder me responder isso no meu email, agradeço

marcela.fae@gmail.com

Dílson Catarino disse...

Olá, Marcela,
É regra: o “s” do vocábulo “obséquio” e do prefixo “trans” quando houver vogal imediatamente à frente, tem som de “z”, a não ser que a palavra seguinte seja iniciada também por “s”. Quando isso acontecer, um dos “esses” desaparece e o “s” passa a ter som de “s” mesmo. É o que acontece com “transexual”.
A sílaba tônica de “cáustico” é a antepenúltima: cáus-ti-co. Não se separa o “a” do “u”; há um ditongo, não um hiato.

paulo malanga disse...

Meu amigo e educador, não nos falamos há muito...
Talvez nem se lembre do aluno.
Lá se vão mais de duas ou tres decadas.
contudo nao esqueci das tuas aulas e declamações.
Um abraço do teu amigo e ainda aluno Paulo Malanga.
Colégio Canadá 1985/6/7/e maxi 1987
Tô aqui no Rio Grande do Sul, já formado há 13 anos, fiz Medicina e depois Pediatria, Hansenologia, e Medicina do Tráfego,
mas ainda toco meu violão e meu contra baixo,
com estas dicas fica mais fácil, mas com certeza entenderei se sua memória prodigiosa (que me fascinava ao declamar nas aulas) te trair.
Um abraço saudoso e com muita alegria de ter a tua lembraça impregnada em meus neurônios.

paulo malanga disse...

Bom ter lembrado.
Tenho muitas saudades desta cidade, mas também gosto muito do lugar onde moro.
Meu irmão , que por sinal foi teu aluno , acabou fazendo medicina, é cirurgião vascular e mora em Gramado.
Meus pais acabaram vindo atrás dos filhos e estão aqui também.
Tenho três filhos o Rafa 12 anos(guitarista), o Tiago 8 anos (baterista virtuoso) e o Paulinho com 1 mês ainda não toca nada, mas vai...
A rainha da casa é a Fabi.
A música sempre foi muito importante pra mim.
Tempo bom, gardado nas teias da memória. Onde anda a Júnia, a Estela, o Ugo ( gostava muito do Ugo)....
"Tanta gente que passa pela vida da gente".
Fora o saudosismo o sucesso emocional vai bem.
Mas pra não perder a prática,ai vai uma dúvida que me incomoda a muito tempo.
Nesta frase:
"Navegar e preciso ,viver não é preciso",a palavra "preciso" esta relacionada à ser exato, matemático ou relacionado a necessidade?

me esclarece por favor.
Um abraço.
Paulo

Mayara disse...

olá eu gostária de saber se a palavra "Pra,(inves de para)e Mim" são figuras de linguagem ex: "Pus nos olhos vidros pra poder melhor te enxergar"

E também ostária de saber que tipo de linguagem tem essas frases:

Luz nos olhos para anoitecer, é só você se afastar.

Lá fora a lua irradia a glória.

Siga aonde vão meus pés, que eu te sigo também.


Aguardo resposta..Urgente!!!!


Meu email:mayara_sec1bt@yahoo.com

Vi disse...

Prf.Dílson Catarino , seu site é extremamente vantajoso pra qualquer pessoa que tenha dúvidas de gramática(e muito bem "explicadinho" , diga-se de passagem).
Continue com o trabalho ; abraços.

Icaro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
icaro soares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
icaro soares disse...

prof gostaria de saber quantos fonemas tem a palavra tranqÜilo e por que?agradeço desde ja a resposta ...

a outra duvida e sobre como fazer para q os outros vejam minha duvida naquele sait gramatica on line e qual o local certo de digita as duvidas.