terça-feira, 27 de maio de 2008

Caderno Complementar I (de 33 a 52)

33- Indique a alternativa em que não há erro de grafia:

  • Porque chegou atrazado perdeu grande parte do explêndido espetáculo.
  • Pediu-lhe que ascendesse a luz, pois a claridade não era impecilho a seu repouso.
  • Ele não é uma exceção, também é muito ambicioso.
  • Não poderia advinhar que sua música viesse a ter tanto hêsito.

Grafia adequada:

  • Atrasado: adjetivo derivado do verbo atrasar, que, por sua vez, provém do advérbio atrás.
  • Esplêndido: adjetivo derivado de esplendor, que, por sua vez, provém da palavra latina splendore.
  • Acendesse: ascender, com SC, significa subir, elevar-se; acender, com C, significa pôr fogo ou pôr o sistema elétrico de iluminação em funcionamento.
  • Empecilho: aquilo que empece. Empecer significa impedir, estorvar, prejudicar.
  • Adivinhar: o D não é mudo.
  • Êxito: substantivo que significa resultado, conseqüência. Há também o verbo hesitar, que significa estar ou ficar indeciso.

--------------------------------------------

34- Indique o segmento totalmente correto quanto à grafia:

  • Há a intensão de se alcançar um consenso para evitar as divergências entre os parlamentares.
  • É preciso cessarem as disensões para se obter a aprovação da Lei de Diretrizes e Bases na Educação.
  • Um aquário pode ser tido como um ecossistema, no qual os escrementos dos peixes, depois de decompostos, fornecerão elementos essenciais à vida das plantas.
  • O Sol é o responsável pela emissão de luz, indispensável para a fotossíntese, processo pelo qual as plantas produzem o alimento orgânico primário, assim como praticamente todo o oxigênio na atmosfera.
  • Pesquizas recentes têm atribuído a choques meteóricos a súbita extinção dos dinossauros da face da Terra.

Grafia adequada:

  • Intenção: as palavras derivadas de vocábulos terminados em –TO escrevem-se com Ç: intento – intenção.
  • Dissenções: um S entre duas vogais tem som de Z.
  • Excremento: aquilo que o animal expele.
  • Pesquisa: ato ou efeito de pesquisar.

---------------------------------------------------

35- Grafia adequada:

  • Quem possui deficiência auditiva não consegue (descriminar / discriminar) os sons com nitidez.
  • Hoje são muitos os governos que passaram a combater o (tráfico / tráfego) de entorpecentes com rigor.
  • O Diretor do presídio (infligiu / inflingiu / infrigiu / infringiu) pesado castigo aos prisioneiros revoltosos.

Grafia adequada:

  • Descriminar = inocentar.
  • Discriminar = diferençar, separar, distinguir
  • Tráfico = negócio indecoroso
  • Tráfego = fluxo de mercadorias, de veículos...
  • Infringir = transgredir, desobedecer.
  • Infligir = aplicar a pena, a multa.

-----------------------------------------------------------

37- "Meditemos na regular beleza que a natureza nos oferece". Em qual frase o homônimo tem o mesmo significado do empregado na oração apresentada?

  • Não consguia regular a marcha do carro.
  • É bom aluno, mas obteve nota regular.
  • Aquilo não era regular; devia ser corrigido.
  • Admirava-se ali a disposição regular dos canteiros.
  • Daqui até a sua casa há uma distância regular.

Vocabulário:

  • Regular na frase apresentada é adjetivo que significa harmônico, bem-proporcionado. As outras frase trazem regular com os seguintes significados:
  • Regular a marcha: é verbo, cujo significado é acertar, ajustar.
  • Nota regular: é adjetivo, cujo significado é médio, mediano.
  • Não era regular: é adjetivo, cujo significado é conforme as regras.
  • Disposição regular: é adjetivo, cujo significado é harmônico, bem-proporcionado.
  • Distância regular: é adjetivo, cujo significado é médio, mediano.

--------------------------------------------------------------

38- Há palavra com grafia incorreta em:

  • Ele tomou um analgésico, porque estava com dor de cabeça.
  • O Governo prometeu acabar com todos os previlégios.
  • Precisamos comprar uma bússola para a excursão.
  • Depois dos cumprimentos, ele pôde sentar-se.
  • Apesar de jovem, teve um enfarte fulminante.

Grafia adequada:

  • Privilégios: permissão especial.
  • Enfarte: também pode ser escrito infarto.

-----------------------------------------------------------------

39- Qual a formação da palavra destacada em "O canto das sereias"?

Canto, na frase apresentada, significa o ato de cantar. É, portanto, formada por derivação regressiva.

-------------------------------------------------------------------

40- Todos os verbos seguintes são formados por parassíntese, exceto:

  • Endireitar
  • Atormentar
  • Enlouquecer
  • Desvalorizar
  • Soterrar

Haverá derivação parassintética quando a palavra se formar pela colocação de prefixo e sufixo simultaneamente, ou seja, não existe uma palavra da mesma família que aquela formada só com o prefixo nem só com o sufixo. Ambos são essenciais para a formação da palavra. Não é o que acontece com desvalorizar, pois, retirando-se o prefixo des-, forma-se o verbo valorizar.

------------------------------------------------------------------------

41- Onde a primeira palavra apresenta sufixo formador de advérbio e a segunda, de substantivo?

  • Perfeitamente varrendo
  • Provavelmente erro
  • Lentamente explicação
  • Atrevimento ignorância
  • Proveniente furtado

O único sufixo formador de advérbio da Língua Portuguesa é –mente. Há advérbio, portanto, em perfeitamente, provavelmente e lentamente. Em varrendo há a formação de gerúndio. Em erro não há sufixo; a palavra é formada por derivação regressiva. Em explicação, o sufixo –çao forma substantivo.

-------------------------------------------------------------------------------

42- As palavras adivinhar, adivinho e adivinhação têm a mesma raiz, por isso são cognatas. Onde não há três cognatos?

  • Alguém – algo – algum
  • Ler – leitura – lição
  • Ensinar – ensino – ensinamento
  • Candura – cândido – incandescência
  • Viver – vida – vivente

O vocábulo incandescência não tem a mesma raiz de candura e cândido, pois significa aquilo que está candente, que está em brasas. Aparentemente lição não possui a mesma raiz de ler e de leitura, mas possui: lição provém do latim lectione, que significa leitura.

-----------------------------------------------------------------------

43- Qual a formação das palavras expatriar, amoral, e aguardente?

  • Expatriar: formada por derivação parassintética: ex + pátria + ar
  • Amoral: formada por derivação prefixal: a + moral. Pode ser também formada por derivação sufixal: amora + al (plantação de amoras)
  • Aguardente: formada por composição por aglutinação: água + ardente

---------------------------------------------------------------------

44- Qual a formação das palavras entardecer, desprestígio e oneroso?

  • Entardecer: derivação parassintética: en + tarde + ecer
  • Desprestígio: derivação prefixal: des + prestígio
  • Oneroso: derivação sufixal: onerar + oso

-----------------------------------------------------------------------

45- Foram formadas pelo mesmo processo as seguintes palavras:

  • Vendavais, naufrágios, polêmicas
  • Descompõem, desempregados, desejava
  • Estendendo, escritório, espírito
  • Quietação, sabonete, nadador
  • Religião, irmão, solidão

Vendaval: palavra que proveio do Francês vent d'aval, cujo significado é vento de baixo, vento da costa. É, portanto, um empréstimo lingüístico. Para formar a palavra vendavais, houve ainda o acréscimo da desinência nominal de número S e da vogal de ligação I.

Naufrágio: derivação sufixal: náufrago + io. Para formar a palavra naufrágios, houve ainda o acréscimo da desinência nominal de número S.

Polêmico: derivação sufixal: polem(o) + ico. O antepositivo grego polem(o) significa guerra. Para formar a palavra polêmicas, houve ainda o acréscimo da desinência nominal de gênero a e da desinência nominal de número S.

Descompor: derivação prefixal: des + compor. O verbo compor também é formado por derivação prefixal: com + pôr. Para formar a palavra descompõem, houve ainda o acréscimo da vogal temática e e da desinência número-pessoal m.

Desempregado: Se for o particípio do verbo desempregar é formada por derivação prefixal: des + empreg + ado, em que –ado seria desinência verbal, não sufixo. Se for adjetivo, é formada por derivação prefixal e sufixal: des + empregar + ado, em que –ado seria sufixo. Para formar a palavra desempregados, houve ainda o acréscimo da desinência nominal de número s.

Desejar: derivação sufixal: desejo + ar. Para formar a palavra desejava, houve ainda o acréscimo da desinência modo-temporal ava.

Estender: palavra primitiva. Para formar a palavra estendendo, houve o acréscimo da desinência de gerúndio ndo.

Escritório: derivação sufixal: escrita + ório

Espírito: palavra primitiva.

Quietação: derivação sufixal: quietar + ção

Sabonete: derivação sufixal: sabão, na forma sabon + ete

Nadador: derivação sufixal: nadar + dor

Religião: palavra que proveio do latim: religionis. Segundo a etimologia, o prefixo é re, mas o segundo elemento é obscuro. Talvez provenha de ligar.

Irmão: palavra primitiva.

Solidão: derivação sufixal: sol(i) + dão

--------------------------------------------------------------

46- Qual a formação das palavras sem-terra, sertanista e desconhecido?

- Sem-terra: Formado por composição por justaposição, pois há dois radicais formando essa palavra: a preposição sem e o substantivo terra. Em tese, as preposições têm a função de unir dois termos de uma oração ou unir duas orações. Nesse vocábulo, porém, ela perdeu essa característica já que não liga dois termos, e sim carrega em si o significado de não ter a posse de. Pode ser substantivo composto (Os sem-terra acamparam na fazenda do Governador) ou adjetivo composto (Os trabalhadores sem-terra acamparam...). Como se observa nos exemplos apresentados, o plural de sem-terra é sem-terra mesmo, ou seja, é um vocábulo invariável. Segundo o dicionário Houaiss, sem-terra provém da expressão João-sem-terra, do séc. XIV.

- Sertanista: Formado por derivação sufixal, pois sertan- é um antepositivo (elemento que se coloca antes de outro) que provém de sertão. Dele derivam as palavras sertanejo, sertanista, sertania, sertaneja e sertanejar.–ista é um sufixo cujo significado é adepto, aderente, seguidor, partidário.

- Desconhecido: Há duas análises para essa palavra:

1- Se for adjetivo, será formado por derivação prefixal e sufixal, pois houve a anteposição do prefixo des- e a posposição do sufixo –ido, formador de adjetivos, ao radical do verbo conhecer: conhec. Ocorre prefixação e sufixação e não parassíntese, porque, se houver a retirada do prefixo, haverá a formação de uma palavra pertencente à Língua Portuguesa: conhecido. Veja um exemplo do adjetivo desconhecido:

Viajei para terras desconhecidas.

2- Se for particípio do verbo desconhecer, será formado por derivação prefixal, uma vez que –ido seria desinência de particípio, e não sufixo. Houve a anteposição do prefixo des- ao particípio do verbo conhecer. Veja um exemplo do particípio desconhecido:

Tenho desconhecido a mim mesmo, tão mudado estou.

---------------------------------------------------------------------

47- Em qual palavra há o sufixo formador de advérbio? Desesperança, pessimismo, empobrecimento, extremamente, sociedade.

O único sufixo formador de advérbio é –mente.

---------------------------------------------------------------------

48- Qual a formação das palavras aprimorar e encerrar?

  • Aprimorar: derivação parassintética: a + primor + ar
  • Encerrar: derivação prefixal: en + cerrar

--------------------------------------------------------------------

49- Qual o processo de formação das palavras desenredo, narrador, infinitamente e o voar?

  • Desenredo: derivação prefixal: des + enredo
  • Narrador: derivação sufixal: narrar + dor
  • Infinitamente: derivação prefixal e sufixal: in + finito + mente
  • O voar: derivação imprópria: transformação do verbo voar em substantivo pela anteposição do artigo o.

-----------------------------------------------------------------------

50- Onde as duas palavras são formadas por parassíntese?

  • Indisciplinado – desperdiçar
  • Incineração – indescritível
  • Despedaçar – compostagem
  • Endeusado – envergonhar
  • Descamisado – desonestidade

Indisciplinado: derivação prefixal e sufixal, já que existe a palavra discipinado.

Desperdiçar: derivação sufixal: desperdício + ar. Desperdício é formada por derivação parassintética: des + perder + ício.

Incineração: derivação sufixal: incinerar + ção. Incinerar é formada por derivação parassintética: in + ciner + ar

Indescritível: derivação prefixal e sufixal, já que existe a palavra descritível.

Despedaçar: derivação parassintética: des + pedaço + ar.

Compostagem: derivação sufixal: compost + agem

Endeusado: derivação parassintética: en + deus + ado

Envergonhar: derivação parassintética: en + vergonha + ar

Descamisado: derivação parassintética: des + camisa + ado

Desonestidade: derivação prefixal e sufixal, uma vez que existe a palavra honestidade.

------------------------------------------------------------

51- Qual a formação das palavras girassol, destampado, vinagre, irreal?

  • Girassol: composição por justaposição com o acréscimo da consoante de ligação s.
  • Destampado: derivação prefixal e sufixal, uma vez que existe a palavra tampado.
  • Vinagre: composição por aglutinação.
  • Irreal: derivação prefixal com o acréscimo da consoante de ligação r.

------------------------------------------------------------

52- Qual a formação das palavras esquartejar, desculpa e irreconhecível?

  • Esquartejar: derivação parassintética: es + quarto + ejar
  • Desculpa: derivação prefixal: des + culpa
  • Irreconhecível: derivação prefixal e sufixal, já que existe a palavra reconhecível.


 

Um comentário:

Clarissa disse...

Gostariado abarito da questão 42, pois não ficou claro.
Grata