quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Gerúndio

Gerúndio é uma forma nominal do verbo. Existem três formas nominais do verbo: infinitivo (verbo terminado em -ar, -er, ir), particípio (verbo terminado em -ado, ido, e outras terminações irregulares) e gerúndio (verbo terminado em -ndo).

As formas nominais aparecem como verbo principal de uma locução verbal ou como verbo único de orações subordinadas reduzidas. Por exemplo:

Ele vai cantar a canção. O infinitivo "cantar" é o verbo principal da locução verbal "vai cantar".
Ele tem cantado a canção. O particípio "cantado" é o verbo principal da locução verbal "tem cantado".
Ele está cantando a canção. O gerúndio "cantando" é o verbo principal da locução verbal "está cantando".

Terminada a aula, sairemos todos. O particípio "terminada" é o verbo da oração subordinada adverbial temporal reduzida. A oração correspondente desenvolvida é a seguinte: Assim que a aula terminar, sairemos todos.
Fazendo o que se pede, pode sair. O gerúndio "fazendo" é o verbo da oração subordinada adverbial condicional reduzida. A oração correspondente desenvolvida é a seguinte: Se fizer o que se pede, pode sair.
É preciso amar a pessoas. O infinitivo "amar" é o verbo da oração subordinada substantiva subjetiva reduzida. A oração correspondente desenvolvida é a seguinte: É preciso que amem as pessoas.

Houve uma questão em um concurso que dizia o seguinte:

A oração abaixo em que a forma sublinhada NÃO corresponde ao gerúndio é:
(A) A hipocrisia vem crescendo no seio das elites;
(B) Falando sobre qualquer coisa, os homens querem parecer mais do que são;
(C) Nem todos os exemplos de hipocrisia têm vindo das elites;
(D) Partindo dos argumentos apresentados, o autor se posiciona contra a hipocrisia;
(E) Nem todos os artigos deste livro estão tratando de problemas sociais.

A resposta está na letra C, Vejamos:

A) O gerúndio "crescendo" é o verbo principal da locução verbal "vem crescendo".

B) O gerúndio "falando" é o verbo da oração subordinada adverbial temporal reduzida. A oração correspondente desenvolvida é a seguinte: Quando os homens falam sobre qualquer coisa, querem parecer mais do que são.

C) Não há gerúndio nessa frase. O que há é o particípio "vindo" (homônimo ao gerúndio "vindo") sendo ele o verbo principal da locução verbal "têm vindo". Prova-se facilmente que "vindo" não é gerúndio na frase apresentada, substituindo-o por outro verbo qualquer. Por exemplo, substituamos por "encantar":

Nem todos os exemplos de hipocrisia tem encantado as elites.

Perceba que a substituição não recaiu sobre "encantando", que é gerúndio, e sim sobre "encantado", que é particípio. "Vindo", então, na frase apresentada é o particípio de "vir", que é homônimo ao seu gerúndio, ou seja há uma só palavra tanto para o particípio quanto para o gerúndio.

D)O gerúndio "partindo" é o verbo da oração subordinada adverbial temporal reduzida. A oração correspondente desenvolvida é a seguinte: Quando o autor parte dos argumentos apresentados, posiciona-se contra a hipocrisia.

E)O gerúndio "tratando" é o verbo principal da locução verbal "estão tratando".

Dúvidas? Mande-me um e-mail.

2 comentários:

rafael disse...

"As formas nominais aparecem como verbo auxiliar de uma locução verbal ou em orações subordinadas reduzidas. Por exemplo:" não seria como verbo principal? Obrigado!

Dílson Catarino disse...

Ops! Falha de raciocínio. Já foi consertado. Obrigado.