quinta-feira, 11 de outubro de 2007

O pronome relativo cujo.

O pronome relativo cujo indica posse (algo de alguém).

Na montagem do período, deve-se colocá-lo entre o possuidor e o possuído (alguém cujo algo)

Nas orações Antipatizei com o rapaz. Você conhece a namorada do rapaz, o substantivo repetido rapaz possui namorada. Deveremos, então, usar o pronome relativo cujo, que será colocado entre o possuidor e o possuído: Algo de alguém = Alguém cujo algo. Então, a namorada do rapaz = o rapaz cujo a namorada. Não se pode, porém, usar artigo definido (o, a, os, as) depois de cujo. Ele deverá contrair-se com o pronome, ficando assim:

cujo + o = cujo;

cujo + a = cuja;

cujo + os = cujos;

cujo + as = cujas
.

Então a frase ficará o rapaz cuja namorada. Somando as duas orações:

Antipatizei com o rapaz cuja namorada você conhece.

Outros exemplos:

01)A árvore foi derrubada. Os frutos da árvore são venenosos.

  • Substantivo repetido = árvore - o substantivo repetido possui algo.

  • Algo de alguém = Alguém cujo algo: os frutos da árvore = a árvore cujos frutos. Somando as duas orações:

  • A árvore cujos frutos são venenosos foi derrubada.

    02) O artista morreu ontem. Eu falara da obra do artista.

  • Substantivo repetido = artista - o substantivo repetido possui algo.

  • Algo de alguém = Alguém cujo algo: a obra do artista = o artista cuja obra. Somando as duas orações:

    O artista cuja obra eu falara morreu ontem.

    Observe que, nesse último exemplo, a junção de tudo ficou incompleta, pois a segunda oração é Eu falara da obra do artista, porém, na junção, a prep. de desapareceu. Portanto o período está inadequado gramaticalmente. A explicação é a seguinte: Quando o verbo da oração subordinada adjetiva exigir preposição, deve-se colocá-la antes do pronome relativo. Então, tem-se:

    O artista de cuja obra eu falara morreu ontem.

    03) As pessoas estão presas. Eu acreditei nas palavras das pessoas.

  • Substantivo repetido = pessoas - o substantivo repetido possui algo.

  • Algo de alguém = Alguém cujo algo: as palavras das pessoas = as pessoas cujas palavras. Somando as duas orações:

    As pessoas cujas palavras acreditei estão presas.

    O verbo acreditar está usado com a prep. em, portanto ela será colocada antes do pronome relativo.

    As pessoas em cujas palavras acreditei estão presas.

    Obs: Todos os pronomes relativos iniciam Oração Subordinada Adjetiva, portanto todos os períodos apresentados contêm oração subordinada adjetiva.
  • 9 comentários:

    Cláudia disse...

    Prof. meu nome é Cláudia e sou estudante de Letras do Centro Universitário Claretiano de Batatais e gostaria de parabenizá-lo pelo blog e pelo site "Gramática on line". Estou usando as informações que disponibiliza e percebo que têm me ajudado muito, porém ainda busco mais soluções para minhas dúvidas. Gostaria de sua autorizaçãopara colocar um link do seu site e do seu blog, no blog da minha turma. Se quiser visitá-lo fique à vontade, apesar de não ser um blog com informações tão preciosas como o seu. www.letrasceuclar.blogspot.com
    Obrigada e parabéns!
    Cláudia

    Cláudia disse...

    Ah... e gostaria também de colocar links no MEU blog: www.janeladaclaudinha.blospot.com

    Valeu!

    Dílson Catarino disse...

    Olá, Cláudia,
    Sinta-se à vontade. Use o site e o blog como lhe convier.
    Fico lisonjeado com isso.
    Abraços.

    Messias disse...

    Quando usamos o "cujo" jamais deveriamos colocar entre virgulas?

    Dílson Catarino disse...

    Messias,
    "Cujo" só poderá ter vírgula antes dele; após, nunca.

    Sobre o Q?! disse...

    Olá, sou estudante do segundo ano do Ensino Médio e estou estudando especificamente esse tal de "cujo"...a minha professora é realmente muito boa, mas mesmo assim, não tinha conseguido entender muito bem...mas seu blog está realmente muito bem estruturado, e eu lhe devo agora, meus agradecimentos por me ajudar com essa matéria!

    Vou indicar seu blog aos meus colegas de turma!

    abraços, Aída

    Tânia Aparecida disse...

    Sou professora do ensino médio e estou com uma dúvida: se cujo é igual a do qual, quando usar um ou outro?

    Dílson Catarino disse...

    Tänia,
    Onde você aprendeu que "cujo" é igual a "do qual"? Os dois não tëm ligação alguma...

    Regiane "Carrie" Alencar disse...

    Alguns anos depois... rs Mas vai q dou sorte.
    A vírgula antes de cujo é obrigatória ou pode ser dispensada?
    Abrações!