domingo, 22 de abril de 2007









Em uma de minhas viagens para ministrar palestras em Joinville, Florianópolis e Paranaguá, observei que o órgão responsável por produzir e afixar as placas de informações nas estradas paranaenses e catarinenses não as examina antes de afixá-las às margens das rodovias. Observe que escreveram a mesma frase de cinco maneiras diferentes. Quero acreditar que a responsabilidade pela fiscalização desse trabalho não seja de uma única pessoa, até por serem estados diferentes, apesar de três delas terem sido fotografadas no Paraná. Independentemente disso, vamos às explicações gramaticais para descobrirmos qual a maneira adequada de se produzir tal frase:

O verbo manter tem os seguintes significados e predicação:

Será verbo transitivo direto, ou seja, verbo que necessita de complementação sem preposição (manter algo ou alguém), quando significar o seguinte, segundo os dicionários Houaiss, Aurélio e Michaelis:

1. Prover alguém do necessário à subsistência; sustentar alguém.
Ele mantém os filhos do irmão.

2. Cumprir algo por dever ou obrigação.
Sempre mantive minha palavra.

3. Fazer algo ou alguém permanecer em determinada posição, estado ou situação.
A obrigação da polícia é manter a ordem.
Mantenha seu automóvel na pista; não utilize o acostamento.
Em ultrapassagens, mantenha seu automóvel à esquerda dos demais. Não ultrapasse pela direita.

Obs.: A diferença entre manter algo EM algum lugar e manter algo A algum lugar é a seguinte: ao usar a preposição EM, a indicação é a de que o sujeito está naquele lugar (O automóvel está na pista); ao usar a preposição A, a indicação é a de que o sujeito está ao lado (ou do lado) daquele lugar (O automóvel está do lado esquerdo dos demais)

4. Conservar algo firme; sustentar algo.
Mantenho a minha opinião inabalável.

.
Será verbo transitivo direto (manter algo) ou transitivo direto e indireto (manter algo A alguém ou POR alguém) quando significar o seguinte:

1. Guardar sentimento ou intenção por alguém. Conservar algo. Reter algo.
Ainda mantemos a esperança de ter um país melhor.
Manteve o ódio pelo desafeto por longos anos ou Manteve ódio ao desafeto por longos anos.

.
Será verbo pronominal (manter-se) quando significar o seguinte:

1. Ficar em determinada posição, estado ou situação.
Manteve-se quieto durante a reunião.
Mantenha -se na pista; não utilize o acostamento.
Em ultrapassagens, mantenha-se à esquerda dos demais. Não ultrapasse pela direita.

.
Obs.: A diferença de uso das preposições (manter-se EM e manter-se A) é a mesma da observação anterior.

2. Cuidar-se; sustentar-se. Sobreviver.
Ela sabe como manter-se (cuidar-se).
Eu me mantenho desde a adolescência (sustentar-se).
Milhões de brasileiros conseguem se manter com uma miséria (sobreviver).

.
Muito bem. Visto tudo isso, chega-se à conclusão de qual é a frase adequada:
O verbo é pronominal (manter-se), já que a indicação das placas é a de que o motorista deve ficar em determinada posição: do lado esquerdo da pista. Por isso, deve-se usar a preposição A (Manter-se A algum lugar).

Mantenha-se à esquerda ou Mantenha-se à direita.

5 comentários:

leonardo de floripa disse...

Muito obrigado pela explicação anterior e parabéns pelo site (muito bom).

José Nunes da Mota disse...

Diz o professor Dilson Catarino: "Em uma de minhas viagens para ministrar palestras em Joinville, Florianópolis e Paranaguá, observei que o órgão responsável por produzir e afixar as placas de informações ...". Também no Jornal Folha de São Paulo do dia 22/04, domingo último,saiu "Grampos indicam vendas de sentenças". Como na gramática online do Prof. Dilson consta que no plural dos substantivos com mais de três palavras quando a do meio for preposição pluraliza-se somente a primeira. Por exemplo: pães-de-ló. Diante das palavras supracitadas permaneço com dúvida no uso dessas palavras compostas.

Dílson Catarino disse...

Olá, José Nunes.

A regra à qual você se refere trata de substantivos compostos, como 'pão-de-ló'. As demais palavras listadas por você ('placas de informações' e 'vendas de sentenças') não são substantivos compostos, portanto não têm relação com a regra.

Substantivo composto é a junção de duas ou mais palavras formando uma palavra só. Essa junção é realizada por meio de hífen ou pela pura junção das palavras, como em 'pontapé'.

José Nunes disse...

Agradeço imensamente ao Prof. Dílson pela explicação que me foi prestada. Com certeza um sem número de pessoas que tinham essa mesma dúvida sobre o plural de substântivos compostos, não a tem mais. Muito obrigado.

RenataMT disse...

Bom dia, professor! Tenho uma dúvida sobre verbos pronominais. Se utilizo um verbo pronominal como complemento de outro verbo pronominal, é obrigatória a repetição do pronome? Por exemplo: "Deixe-se levar" ou "Deixe-se se levar"? Considerando que tanto o verbo "deixar" quanto o verbo "levar" nesse caso são pronominais, qual seria a opção correta? A segunda me soa muito mal, mas a frase não ficaria incorreta se retirássemos o segundo "se"?