terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Eu negocio ou Eu negoceio? - Reforma ortográfica

Segundo o acordo ortográfico, em vigor a partir de 1º de janeiro de 2009, os verbos ligados a substantivos que tenham as terminações átonas ia, io admitem dupla grafia nas formas rizotônicas (Formas rizotônicas: eu, tu, ele e eles do presente do indicativo e do presente do subjuntivo):

Presente do indicativo: -io, -ias, -ia, -iam ou -eio, -eia, -eia, -eiam

Presente do subjuntivo: -ie,-ies, -ie, -iem ou –eie, -eies, -eie, -eiem

Por exemplo: negociar (verbo ligado ao substantivo negócio, terminado em io)

Presente do indicativo:

eu negocio, tu negocias, ele negocia, eles negociam.

ou

eu negoceio, tu negoceias, ele negoceia, eles negoceiam .

Presente do subjuntivo:

que eu negocie, que tu negocies, que ele negocie, que eles negociem

ou

que eu negoceie, que tu negoceies, que ele negoceie, que eles negoceiem

------------------------

Para nós, brasileiros, a segunda opção é bastante estranha. Certamente manteremos a pronúncia a que estamos acostumados. Imagine-se usando o verbo agoniar, que provém do substantivo agonia: Eu me agoneio. No mínimo estranho, não é mesmo?

7 comentários:

Jadson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jadson disse...

Pois é, professor, acho até um pouco engraçada essa situação; pois, com a reforma ortográfica, certas conjugações antes consideradas erradas hoje são corretas. Certa vez corrigi um amigo ao ouvi-lo conjugar o verbo copiar, que provém de cópia, na segunda opção, a qual hoje é correta: Eu copeio, tu copeias, etc. Hoje, não mais posso corrigi-lo, e acho que ele ainda não sabe disso. :D Eu, porém, prefiro usar a primeira opção: Eu copio, tu copias, etc.; Eu me agonio, tu te agonias, etc. Só imagino se alguém decide conjugar o verbo arrepiar, que provém de arrepio, na segunda opção: E me arrepeio, tu te arrepeias, etc., ou o verbo negligenciar, ligado ao substantivo negligência. Estranho demais! Ah, é claro que há exceções, não é mesmo? Verbos, como odiar, remediar e outros continuarão sendo usados na segunda opção, não é? Valeu, professor!

Youssuf Keitá disse...

Prof. Dilson, por favor confirme-me que está correto "Eu Copeio" !!! Nunca ouvi tal coisa...

Dílson Catarino disse...

Segundo o Acordo Ortográfico, os verbos terminados em -iar que provêm de substantivos terminados em -ia ou -io que tenham a sílaba anterior a essas terminações tônica passam a ter dupla pronúncia: -io e -eio. O verbo copiar provém de cópia, portanto, absurdamente, pode-se dizer que ambas as formas passaram a ser adequadas: eu copio e eu copeio. Esta última, porém, será certamente descartada.
Já não é isso que acontece com arrepiar, pois a sílaba tônica de "arrepio" não é a anterior à terminação -io. Não há, portanto, dupla pronúncia para esse verbo.

Telma disse...

Olá Professor,
Como é a análise sintática da frase:
"Bota na conta do papa".

Aguardo ansiosamente,
Obrigada

Dílson Catarino disse...

Telma,
Essa é uma construção coloquial, não adequada aos padrões cultos da língua, mas a análise sintática dela é a seguinte:
bota: verbo intransitivo
na conta do Papa: adjunto adverbial de lugar;
do Papa: adjunto adnominal indicador de posse.

quetrazalegria disse...

Professor fiquei confusa ! Pelo que entendi se uma questão de prova me apresentar como opção: Eu copeio, devo considerar como correta ? Ai, ai, ai ! E quanto a: Eu odio, remedio, incendio, medio, ansio. Por favor me esclaresça.